Livraria O Porto de Portugal

Adeus às livrarias

Adeus às livrarias

O especialista em marketing, Seth Godin, fez um texto para seu blog muito interessante sobre o momento de baixa das livrarias. Segundo ele, “a morte da livraria é consequência da migração para ebooks e também do fato de que a compra e seleção de livros on-line é uma alternativa superior. Se a função de uma livraria é realmente oferecer todos os livros e vendê-los de forma rápida e barata, então a livraria fracassou”.

Seth Godin
Seth Godin

Godin cita, também, que as editoras tradicionais tem seus dias contados. Com o desaparecimento da livraria, e como a natureza aberta das plataformas de ebooks recompensa indivíduos e entidades menores com grande mobilidade, muita gente nas editoras tradicionais vai perceber que suas habilidades particulares não são mais valorizadas do jeito como costumavam ser.

E ainda, o escritor e autor de livros como Quebre as regras e reinvente, afirma que as bibliotecas sucumbiram e viraram uma alternativa gratuita à Netflix ou à Blockbuster. Hoje, a leitura por prazer é uma atividade basicamente extinta depois de quatro gerações de filosofias de ensino não muito boas.

Para Seth, assim que os ebooks passaram do Kindle para o iPad, a mágica de ler foi ameaçada pela oportunidade (“só um minutinho”) para dar uma olhada no email, jogar Words with Friends ou ver uma mensagem de texto que entrou.

Nenhuma dessas mudanças, sozinha, é suficiente para destruir o respeitável formato de distribuição de informações e o marco cultural que é o livro. Mas, e todas juntas? Godin conta que escreveu este texto em um trem cheio de pessoas estudadas, de classe média alta, de todos os gêneros e etnias (ou seja, compradores de livros até recentemente). “Consigo ver umas 40 pessoas e 34 estão usando aparelhos eletrônicos, duas estão dormindo e apenas uma está lendo um livro tradicional”, ele afirma.

Kindle Books
Era dourada: milhões de livros em um só!

De acordo com suas palavras, estamos entrando em uma nova era dourada para os livros, uma com mais livros e ebooks escritos e lidos do que em qualquer momento do passado. Se perguntarmos se os livros serão eliminados, Godin responde: “não, os livros não serão completamente eliminados, assim como os discos de vinis ainda existem por aí”.

“Não me sinto tão amargurado assim, já que estamos trocando nossos livros por algumas fabulosas alternativas que estão misturadas com coisas que são perda de tempo. Mas sim, depois de quinhentos anos, depois de participar da construção não de uma, mas de várias indústrias ao redor da criação, publicação, distribuição e armazenamento de livros, eu me sinto um pouco nostálgico”.

 

Assine nosso informativo e receba notícias sobre cursos, promoções e artigos especiais da dualpixel

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta