O livro mágico de Harry Potter

Muitos já ouviram falar da Realidade Aumentada, uma técnica que integra informações virtuais a visualizações do mundo real, dando um efeito especial à la filmes futuristas. Nesta seção de “Dia do dia”, vamos mostrar alguns exemplos e experimentos do uso desse efeito nos livros impressos/ebooks, que tem como um dos pioneiros o livro mágico de Harry Potter, produzido numa parceria com a Sony e seu Playstation Move.

O método foi chamado pela multinacional de Wonderbook e faz parte de uma série de livros interativos para PS. Trata-se de uma tendência (ainda) com poucos efeitos práticos na indústria, aparentemente restrita a segmentos específicos. Para o público infanto-juvenil, porém, parece extremamente inspirador, além de um ótimo método de estimular leituras e o contato dos novos leitores com os livros.

A autora britânica J.K. Rowling notou isso, e levou sua principal criação para a ferramenta. Com o Book of Spells, espécie de manual de magias, o leitor/jogador/usuário quase se transforma no Harry Potter. Trata-se, aparentemente, de um livro comum, mas que, integrado ao Playstation Move, é capaz de fazer as cenas do livro saltarem para fora, ganhando vida, como acontecem nos livros/filmes do bruxinho.

O jogador/leitor vivenciará várias histórias dentro do universo Harry Potter, podendo, inclusive, fazer feitiços e magias a partir de movimentos com o controle do PS Move, “transformado” na varinha do bruxo. Para criar fogo, por exemplo, basta desenhar um “Z” – mas cuidado para não deixar um dragão escapar e incendiar o próprio livro, como pode ser visto na demonstração abaixo.

 

Dizem por aí que é possível fazer seu próprio livro mágico em casa – com a ajuda de alguns acessórios, claro. Nós não testamos, e a experiência fica por sua conta (avise-nos nos comentários sobre os resulados!). Primeiro, imprima uma versão do mapa de “O Mundo Mágico de Harry Potter”. Ligue o som do computador, desative os bloqueadores de pop-up e em seguida clique em “Iniciar Realidade Aumentada”. Depois é só segurar o mapa em frente a sua webcam e viajar pelo mundo mágico do bruxinho. Caso precise de instruções mais específicas, clique aqui.

O método é bastante promissor no caso de conteúdos educacionais, e é mais um exemplo inovador da integração dos livros impressos com o mundo virtual. No futuro, não se sabe se o público será um leitor, um jogador, um usuário, ou tudo isso junto. As apostas estão lançadas.

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta