O que a hospedagem de sites tem a ver com o enriquecimento de dados

Quando o seu negócio tem uma presença digital, o enriquecimento de dados é uma atividade essencial. Neste texto, mostraremos a importância da relação entre este tipo de iniciativa e a estrutura do seu projeto digital, principalmente a hospedagem de sites.

É muito provável que, em um primeiro contato, seus clientes e usuários dêem apenas aquelas informações mais básicas, como nome e e-mail. Isso é normal, e até certo ponto necessário – quanto mais informações alguém tiver que oferecer logo de início, menores serão as chances dele de fato se converter em um cliente seu.

Mas e aí, o que fazemos com esses dados primários? Para algumas atividades – e-mail marketing, por exemplo – eles podem ser suficientes. Mas suas atividades de marketing e divulgação não podem parar por aí. Estabelecer uma conexão próxima e duradoura com seu público, em uma era onde todos esperamos conteúdo personalizado e relevante, exige que você saiba o suficiente sobre a sua audiência para direcionar seus esforços com muita precisão.

É aí que entra o enriquecimento de dados. Com esse serviço, aquelas informações que você já possui são complementadas com dados de outras fontes para criar perfis muito mais exatos de quem interage com você.

O enriquecimento de dados pode juntar coisas como CPF, estado civil, hábitos de consumo, histórico profissional, telefone, renda presumida, idade, entre outros.

 

O que fazer?

O seu uso de tudo isso irá depender do perfil do seu negócio. Ter uma visão clara do seu posicionamento, objetivos e métodos é o primeiro passo antes de começar a utilizar os resultados do enriquecimento de dados.

Isso significa que desde o início do contato com seus clientes, você deve ter noção de como pretende se comunicar com eles. Por sua vez, isto implica em certos formatos de contato e, por consequência, em certos canais diferentes.

Por exemplo, digamos que o seu objetivo é atrair e fidelizar usuários através de conteúdo informativo. Para isso, você pode investir em ebooks, vídeo-tutoriais e até cursos online.

O seu site deverá ser estruturado para isso; para uma primeira coleta de dados, você pode exigir que seu usuário cadastre-se com nome e e-mail para baixar seu primeiro ebook.

Como já falamos, através do enriquecimento de dados você poderá complementar esses dados e ir muito além. Ao invés de ebooks padrão direcionados ao seu público em geral, você pode selecionar dados originados no processo de enriquecimento – como a área profissional dos seus clientes – e enviar para eles materiais direcionados nesse sentido.

 

E a estrutura para tudo isso?

Em um caso como esse que acabamos de descrever, é imprescindível investir em uma hospedagem de sites robusta. O uptime do seu site – o tempo que ele passa no ar – deve ser de 99,9% para que você não perca nenhum usuário por falhas técnicas. (Não há como enriquecer dados se não existem dados a serem enriquecidos!)

Em segundo lugar, você precisa de armazenamento o suficiente para manter no ar todo o tipo de conteúdo direcionado para diferentes públicos, e também necessita de um serviço de e-mail que dê conta de mandar tantas mensagens quanto forem necessárias. Iniciativas diferenciadas de comunicação significam um volume muito mais alto de mensagens, já que você terá um projeto para cada público segmentado.

Outro fator importante é a segurança. Quanto mais dados você junta, mais urgente é a necessidade de protegê-los contra ataques e vazamentos. Procure um serviço de hospedagem de sites que ofereça SSL – um protocolo de segurança que garante a confidencialidade de dados trocados. Algumas empresas de hospedagem dão este recurso gratuitamente.

Uma vez que você realizar o processo de enriquecimento de dados, vale a pena pesquisar sobre os hábitos dos seus usuários com base nessas novas informações.

Por exemplo: se você descobriu que uma fatia muito grande da sua base tem certos hábitos de consumo, procure informações sobre como este público gosta de acessar conteúdo. Talvez seja necessário mudar a estrutura de navegação do seu site para proporcionar uma experiência mais personalizada.

Dependendo do seu ponto de partida, isso pode acarretar em um site maior e mais pesado. Pense na escalabilidade na hora de montar a sua página e contratar seu serviço de hospedagem. Caso você já tenha seu projeto online e descobrir que sua hospedagem atual não dá conta do seu crescimento, lembre-se que alguns provedores oferecem migração de sites de uma empresa para outra.

 

Abrindo portas

Quanto mais seu usuário confiar em você, mais disposto estará a entregar novas informações. Uma das grandes vantagens do enriquecimento de dados é fortalecer a relação da sua marca com seu público através das iniciativas personalizadas.

Deste modo, caso algum dia você necessite de alguma informação que ainda não tem – mesmo após o enriquecimento – você pode tentar formas de contato que estimulem seu usuário a compartilhar com você aquilo que você deseja.

Isso pode ser na forma de novos formulários para acessar conteúdos exclusivos, ou quem sabe na forma de um chat de vendas – ou até um chatbot.

Para isso, continua valendo a importância do uptime, além da capacidade de tráfego para assegurar a rapidez da comunicação.

 

Invista!

Uma pesquisa da Marketo indica que uma melhora de 10% na qualidade dos dados dos seus usuários resulta em um esforço de vendas 40% mais produtivo. Só isso já deve ser motivo o suficiente para você organizar o seu negócio em função do enriquecimento de dados. E lembre-se: um bom esforço não consiste apenas em contratar o serviço certo de enriquecimento de dados, mas também em otimizar toda a sua presença online para isso.

Este post foi escrito pela Hostinger, uma multinacional de hospedagem de sites com escritório no Brasil. A WebLink é a marca brasileira do mesmo grupo, focada em hospedagem barata.

COMPARTILHAR:

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta