Sigil retorna mais estável e com recurso de plug-ins

Quem atua na produção do formato ePUB, com certeza conhece ou utiliza o software Sigil – leia mais aqui, e seu conjunto de ferramentas que facilitam (e muito) a tarefa de produção dos eBooks. Em outubro de 2013 foi lançado o último release (0.7.4) do Sigil, antes do anúncio do término de seu desenvolvimento. A própria versão 0.7.4 contou apenas com dois colaboradores – leia mais aqui Após um ano de hibernação, o Sigil retorna atualizado, mais estável e com suporte a plug-ins.

Nesse período algumas funções do Sigil foram implementadas no editor de ePUB do Calibre, mas o mercado não aceitou muito bem essa solução. Eu mesmo não adotei essa ferramenta. A principal limitação do Sigil é a falta de suporte ao ePUB3 e neste ponto nada mudou, mas as perspectivas são boas. Desde setembro de 2014, o Sigil tem recebido atualizações regulares, em especial, a versão 0.8.3, que corrigiu muitos bugs do programa e o suporte ao ePUB3 está bem próximo, graças ao empenho da comunidade open source, destaque para Kevin Hendricks e John Schember.

 Plug-ins

Um dos recursos mais solicitados pela comunidade que produz eBooks agora está disponível. Atualmente, os plug-ins funcionam de forma independente do Sigil, sem causar alterações na interface ou qualquer outro tipo de modificação no programa. Por isso rodam numa plataforma separada e a linguagem escolhida foi a Python. Todos os plug-ins do Sigil são escritos nesta linguagem (até o momento) e um ponto importante trata-se da instalação dos mesmos.

O Sigil precisa ter o Python instalado no sistema operacional para que o plug-in possa funcionar. Bem, nas plataformas OS X e Linux isso não é problema, basta utilizar o botão Auto, localizado no painel Preferência, aba Plugins, do Sigil. A linguagem Python já faz parte desses SO, no Windows será preciso realizar a instalação à parte. Acesse aqui os downloads, e instale ambas as versões Python 3.4.x e Python 2.7.x

python
Durante a instalação aceite o caminho padrão C:\  

preferencias sigil
Após instalado acesse o painel Preferências, aba Plugins, do Sigil. Para OS X e Linux clique no botão Auto, na plataforma Windows clique em Set e aponte o executável de cada versão do Python. Utilize o arquivo pythonw.exe (com w no final)  

plugins sigil
Baixe alguns exemplos de plug-ins aqui. Para instalar, não precisa descompactar, volte na aba Plugins, em Preferências, e escolha Add Plugin. Os plug-ins serão listados na interface do Sigil conforme a figura acima. Há quatro tipos de plug-ins disponíveis:

  1. edit– cria, modifica e deleta arquivos presentes no ePUB
  2. input– permite incluir um novo arquivo ePUB no Sigil
  3. output– permite modificar o arquivo aberto no Sigil para converter e criar um novo arquivo ePUB. O arquivo aberto no Sigil não será alterado
  4. validation– permite utilizar outros sistemas de validação para verificar o arquivo aberto no Sigil

 epub3-convert
 No Sigil os plug-ins são executados num painel próprio – Plugin Runner

 Conclusão

Contar com os recursos do Sigil (mais estável e rápido) para edição do ePUB2 e, em breve, para ePUB3 é com certeza uma ótima notícia. A flexibilidade e novas funções alcançadas via plug-ins irão potencializar ainda mais esta importante ferramenta. A oferta de plug-ins é ainda pequena, mas em breve teremos uma lista maior de plug-ins disponíveis. Testei alguns e destaco o uso dos plug-ins epubcheck e epub3 output. Vida longa ao Sigil!

COMPARTILHAR:
, , , , ,

Felipe Santos

Especialista Adobe em InDesign, Photoshop e Digital Publishing Suite, com 25 anos de experiência nas áreas de pré-impressão, editoração e tratamento de imagens, transita desde 2010, após o lançamento do iPad, entre as midias impressa e digital. Apaixonado por publicações digitais é entusiasta de novas ferramentas, plataformas e formatos.

Deixe uma resposta