Adobe-InDesign-CS4

InDesign CS4

InDesign CS4

Interface

O controle da visualização dos arquivos abertos, através de Tabs, é o ponto forte dessa atualização, no quesito Interface. Poder navegar entre seus arquivos com um simples clique do mouse é muito prático.

alt

Outra funcionalidade que recebeu aprimoramento muito bem vindo foi na forma de importar imagens. Na versão CS3, o InDesign começou a importar várias imagens de uma só vez, exibindo um preview das imagens selecionadas. Nesta versão é possível inserir cada imagem em seu próprio frame de uma só vez. Basta pressionar Ctrl-Shfit / Command-Shfit, para desenhar um grid de frames, onde suas imagens serão automaticamente inseridas. Ainda com o mouse pressionado utilize as setas do teclado para alterar o numero de linhas e colunas. Excelente!

alt
Grid criando pressionando Ctrl-Shift

alt
Imagens posiciondas automaticamente

Estilos

Dois novos recursos estão presentes no Paragraph Styles Panel, são eles: Nested Lines Styles, que permite aplicar um estilo de caracter a uma quantidade exata de linhas. Recurso comum em várias revistas e jornais, que iniciam o parágrafo das matérias, com a primeira linha toda em caixa alta, por exemplo.

alt

Já o Grep Style tem origem no comando Find/Change, através dele é possível substituir uma sequência lógica de caracteres ou algarismos. E inserido na paleta de estilos de parágrafo, esse recurso, permite maior controle na aplicação dos estilos de caracter, especialmente para textos longos. Um exemplo prático é a possibilidade de escolher uma palavra (InDesign, por exemplo) para receber o mesmo estilo de caracter, quantas vezes ele se repita dentro da massa de texto.

alt

Recursos Interativos

Sem dúvida, a grande vedete desta versão está nos recursos novos e/ou melhorados para produção de conteúdo multimídia. Podemos considerar que a partir desta versão, o InDesign se caracteriza, verdadeiramente, como um aplicativo crossmedia.

As novas paletas de Hyperlink, Buttom e Page Transition fornecem recursos suficientes para a criação de documentos dinâmicos, onde todos esses recursos são preservados num PDF multimídia, incluindo som e vídeo. Apesar de exportar os layouts criados diretamente para o Flash, através do novo formato de exportação .XLF, a má notícia é que tais recursos (Hyperlink, Buttom e Page Transition) não são preservados nesse tipo de exportação, porém os textos do InDesign permanecem editáveis no Flash. A ideia da Adobe é manter o layout no InDesign e todos recursos de interatividade serem produzidos no Flash.

alt alt

Contudo, você ainda pode utilizar o formato .SWF é exportar seu arquivo finalizado com todas as funcionalidades criadas no próprio InDesign. É uma boa opção para os usuários que não utilizam Flash, mas querem fornecer uma versão multimídia de seus trabalhos impressos.

Entre os novos recursos inseridos, a opção Page Turn, em Page Transition é a que mais chama a atenção. De forma prática é possível converter sua revista ou jornal num documento web, possibilitando ao usuário a sensação de virar a página.

alt

Nova Paleta Links (Vínculos)

Reformulação total! Entre todas as demais, merecidamente, a paleta Links foi totalmente remodelada contendo agora uma séria de informações sobre a imagem, antes presentes apenas na paleta Info. Entre a vasta lista de opções (submenu da Paleta> Painel Options) é possível escolher entre exibir tal item na coluna na parte superior da paleta ou no campo Link Info.

Dois recursos merecem destaque: a opção “Edit With” que permite você escolher com qual programa deseja abrir seu arquivo para edição. E o Place Cursor (o cursor que você acessa quando escolhe File>Palce – Ctrl/Command-D) agora tem um recurso oculto. Quando você importa uma imagem, clica e arrasta o cursor para criar um frame, o InDesign mantém a proporção da imagem conforme você desenha o frame. Legal!

alt

Preflight

Problemas com fontes, imagens com baixa resolução, com espaço de cor errado. Um dos mais importantes comandos do InDesign foi totalmente reformulado, trazendo um novo conceito de verificação de documentos. Agora, o InDesign verifica continuamente seu trabalho, em background, enquanto você trabalha. Caso surja algum objeto que esteja fora dos parâmetros configurados, um pequeno círculo vermelho é exibido.

alt

O mais importante é criar um profile que informe ao InDesign quais características ele decerá procurar. Por exemplo, buscar textos estourados (overset text); imagens com resolução abaixo de 200 ppi; gráficos e textos que foram escalonados fora da proporção; imagens em RGB (para trabalhos impressos); ajustes de cores não adequados, entre outros.

Kuler

Kuler é um recurso existente na web para criação de paletas de cor (visite kuler.adobe.com), que na versão CS4 foi embutido no Menu Window > Extension desta Suíte. As opções disponíveis são várias para a formação de paleta, de forma fácil e intuitiva é possível criar diferentes combinações de cor. A má noticia fica pelo fato desse recurso criar cores apenas no espaço RGB. É uma pena, mas não impede sua utilização de forma criativa.

alt

Share My Screen

Outro interessante recurso presente em todos aplicativos do CS4 é a possibilidade de compartilhar sua tela com outros usuários. Ideal para revisão de layout remotamente.

Para participar é preciso fazer um registro no site da Adobe ou pelo site www.acrobat.com.

alt

Espere! Ainda temos mais novidades

Power Zoom – a combinação de teclado Alt + barra de espaço, mantendo o mouse pressionado, permite o InDesign exibir toda a página com uma caixa vermelha de navegação. Posicione a caixa na área que deseja visualizar e solte o mouse para aplicar o zoom.

Rotate Spreads – Através da Paleta Pages é possível rotacionar uma ou mais páginas do documento em 90º iu 180º. Útil para a diagramação de calendários, entre outras peças.

Smart Guides – Finalmente chega ao InDesign este simples, mas excelente recurso.De forma prática e dinâmica é possível ajustar o espaçamento, alinhamento e dimensão entre objetos na página. Muito bom!

alt

Formato IDML – InDesign Markup Language. Essa nova opção para exportação de arquivos tem características semelhantes ao, já conhecido, formato .INX, que permite abrir arquivos do InDesign em versões anteriores. A diferença fica na estrutura do IDML, quando você escolhe esse formato, na verdade, é criado um arquivo compactado (Se você alterar a extensão desse arquivo para .zip, poderá descompactá-lo e visualizar os XMLs que formam o documento), contendo vários arquivos XML que permitirão o InDesign recompor esse documento novamente. A vantagem desse formato é permitir que outros desenvolvedores possam construir um arquivo de InDesign diretamente de uma base de dados.


Assine nosso informativo e receba notícias sobre cursos, promoções e artigos especiais da dualpixel

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta