The next version of DPS

Após alguns meses sem uma atualização com grandes mudanças, aqui mesmo no blog nosso último artigo sobre DPS data de junho de 2014, sobre a atualização para versão 31, que trouxe novidades sobre uso de banners, controle de data para publicar e mais opções de notificação. A versão 32 estabilizou o suporte ao iOS8, entre outras melhorais, destaco o suporte off-line a fólios, em versão web viewer, via uma extensão para o navegador Chrome e as novas funcionalidades da Store Configurator com a criação de slideshow entitlement banner; library/store para android; custom view tabs, entre outros.

Mas tudo isso é passado (brincadeira, rs). Hoje, eu e muitos outros profissionais do mercado recebemos um email, da Adobe, anunciando uma revisão completa da plataforma Digital Publishing Suite. Após quatro anos de seu lançamento, a Adobe prepara uma nova solução para o mercado de publicações digitais. E escolheu a revista Fast Comapny como parceira para produção de um teaser, que demonstra o novo visual e usabilidade do app produzido pelo DPS. E a mudança não é pouca!!! Baixe a versão da Fast Company

A seguir comento as principais mudanças, até agora, (por mim) percebidas. Para começar um visual bem mais limpo, na barra superior, apenas duas opções – ícone de sumário e Archives. Ao clicar nesse último item temos acesso a banca, totalmente reformulada, com recurso de scroll e destaque para as capas.

IMG_0502  IMG_0501

Na verdade, mais importante que o novo visual e usabilidade está conceito adotado por trás da interface. Um ponto interessante está na forte integração entre as versões para tablet e smartphone, o que demonstra um fluxo mais descentralizado, conforme comenta o próprio comunicado da Adobe

We’ll deliver modern app viewers across major mobile platforms; services to allow for continuous mobile publishing via an article-based approach; integration with authoring tools from Adobe and third-parties; new options to allow for things like all-access subscriptions; easy integration with enterprise entitlement systems; robust APIs for third party developers; and new native social features.

Acredito que a inspiração maior seja melhorar a experiência de uso, em especial nos smartphones, assegurando a produtividade das editoras, sem a necessidade de projetar dois layouts independentes – pensamento mobile first

IMG_0503

Outro recurso bem interessante está na sessão Latest Stories, que permite o leitor selecionar quais matérias deseja manter na edição. Essa funcionalidade aponta claramente para um comportamento misto entre app e mobile site. Percebo que as formas de alimentar o app serão mais flexíveis, indo além do que simples arquivos de InDesign ou HTML empacotados no formato Folio. Imagine ter uma sessão no app capaz de receber atualizações continuas do blog ou site da editora, tornando o app, realmente, um agregador de todo conteúdo.

Acredito que esse novo comportamento do app, mais integrado as plataformas web e trazendo um novo conceito para o que entendemos como “edição”, sejam as razões da Fast Company e Adobe não utilizarem o newsstand. [e certamente pela total reformulação da banca, nem deve ser compatível]

 

 

 

Agora o que me deixa curioso, é como a Adobe vai implantar essas novidades. Pelo resultado obtido na Fast Company vejo uma integração bem forte entre a ferramenta de edição (produz a edição) e a ferramenta que produz o app (DPS App Builder). E pelo comunicado da Adobe haverá duas versões de DPS! Com o suporte da Adobe para quem desejar migrar as edições da versão atual para a nova. Então, será um divisor de águas!

When we launch, you will be able to use both the existing DPS product and the new version. New customers to DPS will have access to both versions. We will provide a robust set of migration tools for customers who want to transfer content from the existing DPS product to the new version.

Tudo isso me leva a acreditar que essa nova versão do DPS, não irá usar o InDesign como base para produzir as edições. Suspeito que a Adobe, inspirada no modelo Apple, irá fornecer uma ferramenta própria de editoração, tipo um iBooks Author, que integre os layouts para tablet e celular, entre outros recursos.

Mas por enquanto, o que podemos fazer é baixar o novo app da Fast Company e curtir os recursos de navegação, usabilidade, etc. E você, o que acha? É usuário do DPS? Deixe a sua opinião sobre The Next Version of DPS. Leia mais aqui

COMPARTILHAR:
, , , ,

Felipe Santos

Especialista Adobe em InDesign, Photoshop e Digital Publishing Suite, com 25 anos de experiência nas áreas de pré-impressão, editoração e tratamento de imagens, transita desde 2010, após o lançamento do iPad, entre as midias impressa e digital. Apaixonado por publicações digitais é entusiasta de novas ferramentas, plataformas e formatos.

Deixe uma resposta