Novo ano, novos tablets

No ano passado, começamos a ver alguns avanços nos tablets, como telas de retina, câmeras melhores e recursos de vídeo, porém isso é pouco para o que os especialistas acreditam que vai acontecer em 2013. Displays Organic Light Emitting Diode (OLED), controle de voz, controle pelo globo ocular e Wi-fi são algumas das promessas que você pode esperar para ver em tablets neste ano.

 

Displays OLED

Os Displays OLED são telas planas muito mais finas, leves e baratas que as telas de LCD. Elas garantem cores mais ricas e vivas. São compostas por moléculas de carbono que emitem luz ao receberem uma carga elétrica. A flexibilidade dessas moléculas poderá abrir um novo mercado de possibilidades para a criação de smartphones e tablets dobráveis nos próximos anos.

As telas AMOLED, tecnologia baseada na OLED, são capazes de ligar e desligar seus pixels três vezes mais rápido do que as outras comuns, o que permite a exibição mais fluída de filmes com bastante movimentação de câmera, TV e celular. Somente essas telas atingiram 191 milhões de unidades em 2012 e devem triplicar até 2015.

USB 3.0

A próxima geração de USB (SuperSpeed ​​USB 3.0) é ajustado para fazer as coisas muito mais rápido. A tecnologia vai ter uma velocidade 10 vezes mais ágil que o USB 2.0 para as taxas de transferência de dados entre os dispositivos.

Os tablets com Windows 8 chegam ao mercado em 2013 e como o USB 3.0 está suscetível a ser incluído na mesma proporção desta produção, esperamos que a troca de dados e conexão de periféricos em dispositivos de computação reduza, consideravelmente, o tempo de compartilhamento de dados nos tablets.

Controle de voz

 

 

 

 

Tablet com controle de voz

 

 

 

 

 

O Siri Voice Command da Apple e o Google Now do Google são os inovadores que prometem muitas surpresas no novo ano. Esses mecanismos oferecem resultados de pesquisas na web, direções em mapas e, até mesmo, realizações de mensagens em nome do usuário, apenas, com a voz.

Enquanto o Siri é restrito aos dispositivos iOS, o Google investe em smartphones e tablets Android. Os dois podem ser os grandes jogadores no mercado em 2013, mas outras empresas estão entrando neste espaço e estabelecendo parcerias com fabricantes de dispositivos móveis. Vamos aguardar as novidades!

Processadores mais rápidos

No ano de 2012, conhecemos o processador Ivy Bridge da Intel e vimos o surgimento do primeiro chip quad-core da Nvidia, o Tegra 3.  Mas, em 2013 a concorrência promete ser forte entre os processadores ARM, Intel e AMD no espaço dos sistemas operacionais Android e Windows 8.

Há alguns boatos que a Intel está negociando com a Apple um contrato para fabricar chips para o iPAD e que está pronta para liberar o próximo conjunto de processadores Ivy Bridge de 1.1GHz Premium para 1.5GHz Core i7 que exigem muito menos energia do que antes.

A Nvidia, também, promete o lançamento do Tegra 4 com uma tecnologia avançada para a economia de baterias. Essa rivalidade parece que vai trazer grandes benefícios para o mercado.

Conectividade 4G & WiGig

A conectividade 4G será destaque na maioria dos novos tablets que chegam ao mercado em 2013, pois oferece uma conexão mais rápida e confiável que a 3G. Além disso, a conectividade WiGig que permite a comunicação entre os dispositivos com uma taxa de transferência de dados de até 7G, poderá substituir o WiFi em muitos lugares.

O WiGig é 10 vezes mais rápido que o WiFi. No entanto, a Panasonic usou a tecnologia em um carro e mostrou que DVDs Full HD poderiam ser transmitidos em um minuto.

Mas, o WiGig não é o único neste espaço. A Silicon Image, fabricante de chips, está trabalhando em um de seus produtos que tem baixo consumo (60 GHz – Wireless HD) e pode fazer transferência sem fio de vídeo para smartphones, tablets e TVs em residências, estes receptores não interferem com os sinais sem fio.

Muitas pessoas conhecem pelo nome ‘resposta tátil’ e já existe em alguns smartphones e tablets, mas ela pode tornar-se mais refinada em 2013. A interface háptica é uma nova tecnologia que envia uma resposta sensorial para o usuário, é um sistema que pode dar para as pessoas uma sensação de texturas diferentes. As possibilidades de resposta tátil são inúmeras, mas uma delas seria adicionar texturas a imagens publicitárias.

 

 

 

 

 

 

 

 

O futuro da interação com o tablet pode mudar drasticamente nos próximos dois anos e tudo indica que teremos, em breve, aparelhos com controle de gestos. Esta tecnologia vai permitir que o usuário acesse seu tablet deslizando seus movimentos para cima, para baixo ou para o lado, sem ter que tocar na tela.

O controle de gestos já é utilizado por alguns sistemas CAD, jogos, e em TVs inovadoras com controles remotos que dependem de sensores de câmera com infravermelho para detectar os movimentos.

Rastreamento do olhar

 

Rastreamento do olhar

Como será abandonar o mouse e o teclado para controlarmos nossos aparelhos com apenas um olhar? Mais conhecida como Eye Tracking, a tecnologia de rastreamento do olhar parece uma possibilidade real para tablets em um futuro muito próximo. A Tobii, que já detém a tecnologia que é capaz de reconhecer o ponto exato para o qual a pessoa está olhando, agora tem um protótipo de tablet.

Uma das vantagens é que o controle visual permite que pessoas tetraplégicas consigam enviar emails e ler notícias online. Outra vantagem é fazer pesquisas de marketing digital para saber quais pontos o usuário olha com mais frequência, sendo um benefício potencial para os anunciantes digitais.

Todos esses avanços tecnológicos em tablets prometem esquentar o mercado em 2013! Vamos torcer para que o futuro esteja bem presente.

 

 

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta