Pesquise antes de fechar a compra do seu tablet

Tablets que não funcionam. Cuidado!

Há cinco meses, fizemos um levantamento de quais seriam os tablets com maior índice de insatisfação no site Reclameaqui e, para nossa surpresa, tivemos alguns comentários indignados que valem a pena ser lidos para que você não tenha maiores problemas ao escolher o seu. Por isso, decidimos repetir a dose!

Mantivemos o mesmo esquema de pesquisa: as 10 primeiras páginas do Reclameaqui fazendo uma busca com a palavra ‘tablet’. Como anteriormente, fizemos apenas um recorte das inúmeras reclamações considerando os 100 primeiros registros que vão desde Janeiro de 2013 até hoje.

Igualmente ao post anterior, focamos nossa pesquisa nos aparelhos que vieram com defeito de fábrica ou que apresentaram algum desempenho insatisfatório. Demoras na entrega, péssimos atendimentos ou problemas na hora da compra foram descartados, pois entendemos que nestes casos, a reclamação é direcionada para a revendedora, e não para os gadgets em si.

Na pesquisa anterior, o DL Eletrônicos foi o campeão de reclamações com 18 usuários revoltados com a qualidade do equipamento. Desta vez, encontramos 16 pessoas insatisfeitas com a empresa brasileira que continua ocupando o lugar mais alto do pódio quando o assunto é descontentamento dos clientes.

Casos como “chegar em casa e o tablet não funcionar” são os mais comuns. Mas, existem também reclamações que o gadget demora demasiadamente para ligar, a bateria não carrega completamente, alguns jogos não rodam no equipamento – inclusive, os que vem instalados no próprio aparelho – e, além disso, a memória RAM é menor que o divulgado na embalagem do produto.

Diferentemente da última pesquisa, quem desta vez assumiu o segundo lugar foi a Multilaser com 12 insatisfações. Precisamos ressaltar que os aparelhos da Philco que da outra vez ocupou este espaço com 15 registros foram reavaliados e seus clientes atendidos, pois achamos uma única reclamação em 2013.

Voltando a Multilaser, achamos diversas queixas sobre os tablets. Tem de tudo: baterias que descarregam com muita rapidez, aparelhos travados e equipamentos que com, apenas, três dias de uso param de funcionar completamente.

O terceiro lugar ficou para o Navcity com nove registros. De acordo com alguns clientes descontentes, o “tablet é lento e tem especificações falsas”. Um internauta de Divinópolis relatou que trocou seu gadget do Navcity duas vezes e eles continuavam travando constantemente. Além disso, na caixa e no manual do produto vinha descrito que o equipamento tinha 4G, mas o sistema somente apresentava 2G de memória.

É importante alertá-los que tanto na pesquisa anterior como nessa, constatamos que muitos consumidores adquiriram seus tablets em um site de compras coletivas. Não podemos afirmar nada sem uma apuração mais detalhada, mas isso demonstra que o revendedor pode ter sua parcela de responsabilidade nos danos causados aos produtos. O cuidado deve ser redobrado nesses casos e uma pesquisa mais ampla antes de fechar a compra nunca é demais!

 

Assine nosso informativo e receba notícias sobre cursos, promoções e artigos especiais da dualpixel

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta